Prof. Giulliano Gardenghi no “Diabetes & Obesity International Journal”

Dr. Giulliano Gardenghi, coordenador científico do CEAFI Pós-graduação, publicou o artigo intitulado “Prevalence of Risk Factors for Cardiovascular Disease in Adolescents with Type 1 Diabetes”, no periódico Diabetes & Obesity International Journal, em sua última edição. O artigo científico foi realizado em parceria com a Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Goiás, especificamente com a coordenadora do ambulatório de Diabetes tipo I em adolescentes do Hospital das Clínicas da UFG, Profa. Dra. Rosana de Morais Borges Marques.

A seguir o resumo (em inglês) do artigo científico:

Aims: The objective of this study was to investigate the prevalence of hyperglycemia, dyslipidemia, overweight, hypertension and sedentary lifestyle as risk factors for cardiovascular diseases in adolescents with Type 1 Diabetes. Methods: Adolescents (10-18 years) with type 1 diabetes participated in the study. Socioeconomic, demographic, biochemical data of glycemic control and lipid profile, blood pressure, anthropometric measurements and physical activity were collected. For the variables with normal distribution, the means and standard deviation were calculated. Chi-square test and Fisher’s exact test (p <0.05) were used for the categorical variables. Results: 45 adolescents (55.6% female) with a mean age of 13.7 years (SD ± 2,292) participated. Most participants had hyperglycemia (81% and 95% with fasting glycaemia and increased glycated hemoglobin, respectively). The high concentration of LDL cholesterol was present in 20% of the participants. 19% had arterial hypertension, with 6% of excess weight and 22% with cardiovascular risk assessed by waist circumference. Almost half of the adolescents did not practice any physical activity. Conclusion: Adolescents with type 1 diabetes in the study had a high prevalence of risk factors for the development of cardiovascular diseases. Faça o download e confira o artigo em CEAFI.

Utilização de Ventilador Especializado para Aumento de Capacidade de Insuflação (CI)

Utilização de Ventilador Especializado para Aumento de Capacidade de Insuflação (CI)
White Paper
Felipe B. A. Schneider
Alessandra Dorça

O treinamento para o fortalecimento dos músculos do sistema respiratório (FMSR) impacta diretamente na capacidade de deglutir, falar e tossir. Esta melhora é resultado do aumento da capacidade de insuflação e da capacidade do sistema respiratório em gerar pressões positivas expiratórias. Tais fatos evidenciam a influência positiva na expectativa e na qualidade de vida de pacientes com doenças neuromusculares (DNM) exercida pelo FMSR. A manobra é tradicionalmente realizada por um profissional de fisioterapia com a utilização de um reanimador manual (também conhecido como bolsa auto-insuflável), uma válvula unidirecional com alivio de pressão de segurança e uma válvula de pressão positiva expiratória (PEEP). Usualmente, a ventilação é feita por meio de máscara, resultando, assim, um vazamento constante. Ademais, a incapacidade dos reanimadores manuais em gerar um fluxo contínuo durante todo o exercício respiratório (ER) impossibilita a equalização das pressões de via aérea e intrapulmonar. Todos estes fatores deterioram o desempenho e a eficácia da técnica implementada. Propõe-se a utilização de um ventilador com controle automático da pressão máxima inspiratória, capaz de gerar um fluxo alto e contínuo durante todo o exercício respiratório, e o emprego de uma única válvula capaz de direcionar corretamente o fluxo e gerar PEEP ajustável, reduzindo o número de componentes e melhorando a qualidade final do ER. Tal cenário fornece mais segurança e conforto ao fisioterapeuta, sendo reduzido, simultaneamente, o desconforto proporcionado ao paciente por pressões de via aérea demasiadamente elevadas.

Confira o artigo completo em: www.ceafi.com.br